Please reload

Posts Recentes

EFEITOS NO GASTO ENERGÉTICO COM A LOW CARB

O artigo Effects of Dietary Composition During Weight Loss Maintenance: A Controlled Feeding Study analisa de maneira aguda, o efeito de 3 dietas no gasto energético total e em repouso, entre outros marcadores.

 

Quando fazemos a dieta com restrição calórica, há uma termogênese adaptativa conforme essa restrição. Seu corpo passa a poupar energia porque vê a falta de alimentos como um problema (por isso dietas muito restritivas n prestam). Pensando nisso, os autores deste estudo buscaram diferenciar efeitos na termogênese com 3 dietas.

 

Adultos obesos fizeram de forma cross over dietas: low fat (60% carbo, 20% gordura, 20% proteína) baixo índice glicêmico (40 de carbo, 40 de gordura e 20 de proteína) e very low carb (10% carbo, 60% gordura e 30% proteína).
O total de cada nutriente na primeira imagem.

 

Na segunda, os resultados: o gasto energético total diminuiu menos no grupo very low carb em comparação com o grupo low fat. Média de 300kcal ao dia. Ou seja, uma sessão de treinamento, dependendo de como ela seja feita.

Os defensores da low carb usam muito esse estudo para defenderem suas metodologias.


Porém, há ressalvas que os próprios autores apontam:

 

#1 O grupo very low carb comeu mais proteína, nutriente com ação mais termogênica.

 

#2 É um efeito agudo de 4 semanas, e o mesmo jornal que publicou isso (JAMA) publicou depois que os efeitos de low carb e low fat qndo iguais em proteína são os mesmos na redução de gordura.

 

#3 Houve queda de T3 (comum em restrição de carbo) e aumento de Cortisol. Será que isso não impactaria na perda de peso e manutenção da massa magra? Óbvio que não podemos extrapolar tbm para Cushing ou Hashimoto vendo tais dados. Mas tbm não podemos suprimir tais dados para favorecer um comportamento de "seita dietética".

 

#4 Apenas 11g/2000kcal de fibras no grupo low carb, o que é uma quantidade muito baixa. Para 2000 kcal, o ideal é na casa de 28g. Não preciso falar dos benefícios das fibras né?

 

Conclusão: não quer dizer que seja ruim, quer dizer que não seja melhor a longo prazo, que é bem o que vemos em estudos crônicos.P/ emagrecer: restrição calórica, capriche nas proteínas e fibras, periodização e alimente-se com qualidade, seja carbo ou gordura.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Me siga nas redes sociais:

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon