Posts Recentes

SUPLEMENTAÇÃO DE BIOTINA E RISCOS LABORATORIAIS

A suplementação com altas doses de Biotina é muito indicado para melhora das unhas, pele e cabelo, com doses variando, por exemplo, entre 5 até 300mg por dia.


No entanto, tal suplementação causa interferência em diversos exames laboratoriais, como os da tireoide (TSH, T3, T4), além de PTH, Testosterona, Estradiol, b-HCG, e marcadores cancerígenos.


No estudo "Clinically Significant Lab Errors due to Vitamin B7 (Biotin) Supplementation: A Case Report Following a Recent FDA Warning", uma mulher de 67 anos utilizando apenas 5mg de biotina apresentou alterações laboratoriais nos exames de TSH, cálcio sérico e PTH, indicando até mesmo hipertireoidismo e possível malignidade na paratireoide.

Após um mês sem o uso, os exames foram refeitos e os resultados voltaram a normalidade, conforme consta na tabela abaixo.

Por isso, é sugerido que, caso o paciente faça uso de suplementação de biotina (muitas vezes presente em multivitamínicos também), seja retirada a suplementação ao menos 3 dias antes da coleta de exames, visando diminuir a probabilidade de falso diagnóstico e claro, de tratamento inadequado. Vale ressaltar que tal alteração é apenas no método de avaliação dos exames, não nos valores reais do sangue. Ajudem a repassar a informação compartilhando o e-mail ou este link em suas redes sociais.

Att, Nutricionista Felipe Almeida

Instagram: @nutrifelipealmeida

site: www.nutrifelipealmeida.com

Siga
Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square