Please reload

Posts Recentes

SÍNDROME DE CUSHING

A síndrome de Cushing é resultante do excesso de cortisol, podendo ser pela ingestão excessiva de algum glicocorticóide ou da produção inapropriada. Tem prevalência de 40 pessoas a cada um milhão, atingindo até 8x mais mulheres do que homens e causa obesidade central pelo acúmulo de receptores para glicocorticóides na área central e maior atividade da enzima 11 Beta hidroxiesteroide desidrogenase tipo 1 (converte cortisona em cortisol) no abdômen.

 

Pode levar também à atrofia muscular, escurecimento da pele  por aumento de receptores de melanócito tipo 1 (MCR1) pela melanotrofina (MSH). Também pode haver hipogonadismo hipogonadotrófico pelo cortisol inibir secreção de GnRH, resistência a insulina, hipertensão arterial pelo aumento de antiotensinogênio , de endotelina e redução de óxido nítrico, dislipidemia por maior atividade da lipase lipoproteica e de diferenciação de pré adipócitos em adipócitos, facilitando aumento de apoproteínas A IV e A V, e MAPK. Há também maior formação de coágulos e trombos, por aumento dos fatores de coagulação VIII e von Willebrand, aumentando inibidor do Ativador de Plasminogênio (PAI-1) e redução do ativador de plasminogênio tecidual (t-PA).

O diagnóstico é confirmado com ao menos dois testes com alteração exacerbada, podendo ser o teste de cortisol livre urinário, com amostras da urina em 24h, os testes de cortisol salivar a meia noite ou cortisol sérico a meia noite e também os testes de supressão com dose baixa de dexametasona (uso do medicamento meia noite com coleta de cortisol na manhã seguinte). É necessário se atentar a falsos positivos causados por poliúri, fármacos que inibem 11 beta HSD2, e uso de estrógenos (aumentam Globulina ligadora de cortisol).

Após, dosa-se o ACTH e, estando abaixo de 5pg/mL, a doença é ACTH-independente. Acima de 20pg/mL, é ACTH dependente, ou seja, o ACTH estimula a hiper produção de Cortisol.

 

O cortisol pode aumentar em diversas condições, como obesidade, SOP, gestação estresse crônico, anorexia e bulimia nervosa, alcoolismo crônico, depressão, ansiedade, diabetes melito descompensado. No entanto, o efeito é menos agressivo do que no caso da Síndrome de Cushing e o hipercortisolismo remite com a melhora da condição clínica.

 

O tratamento principal para a doença de Cushing (quando a causa é a hipersecreção por acth) é via cirurgia hipofisária, com remissão de 60 a 80% nos microadenomas e apenas 15% para macroadenomas, podendo haver necessidade de uma segunda cirurgia.

 

O tratamento medicamento pode ser útil no aguardo da cirurgia ou sem controle após tratamento cirúrgico. Envolve o uso de agonistas dopaminérgicos, como cabergolina, em 1/3 dos casos onde há expressão de receptores d2 nos corticotrofos, e de análogos de somatostatina (análogos do receptor SSTR2) porém com resposta geralmente desapontadora, já que há mais SSTR5 nestes tipos de tumores. O pasireotide tem demostrando, então, melhores respostas.

 

O prognóstico geralmente é ruim, levando ao aumento da mortalidade em 3 a 4 vezes, principalmente por doenças cardiovasculares e imunossupressão.  No entanto tal taxa é vista nos pacientes sem a remissão, que deve ser estabelecida o quanto antes.

Fonte: O essencial em Endocrinologia.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Me siga nas redes sociais:

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon